quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Do laboratório para a nossa sala

A Rita, mãe da A., sabendo no nosso projeto sobre micróbios trocou uma manhã no laboratório por uma manhã passada na nossa sala a falar-nos de micróbios! 

Antes de começar, ficamos a saber como é que os cientistas se vestem para trabalharem no laboratório e porquê!  

Com a A. como sua ajudante, a Rita ouvi-nos falar sobre o que são micróbios e depois explicou-nos que existem diferentes tipos de micróbios de formas muito variadas...


Falamos de micróbios "bons" que ajudam o nosso intestino a funcionar bem ou até são importantes no processo de fazer queijo ou iogurtes...

Falamos de micróbios "maus" e como nos deixam doentes... Mas também falamos do que deveríamos fazer para evitar ficarmos doentes por causa dos micróbios! 

Percebemos que os micróbios estão em todo o lado,até na nossa casa ou nas nossas mãos e brincamos com micróbios em forma de peluche! 


Mas será que os micróbios estão mesmo nas nossas mãos?! As nossas mãos até parecem limpinhas! Fomos então fazer uma experiência... Alguns meninos  tocaram com a mão numa "caixinha", assim mesmo como estavam, sem as lavar... Tapamos a caixinha e colocamos o nome do menino. Já o M. lavou bem as mãos e depois tocou com a sua mão numa caixinha. Cada caixinha ficou bem fechada e a Rita agora vai levá-las para o laboratório e colocá-las na estufa, "uma máquina onde os micróbios vão crescer".



E agora? O que irá acontecer? Será que há alguma diferença entre as mãos que foram lavadas e aquelas que não foram lavadas? Já combinamos que a Rita para a semana volta à nossa sala e depois contamos tudo...

Feita a experiência, a Rita explicou-nos que ao microscópio conseguimos observar os micróbios mas também animais muito pequeninos que conhecemos do nosso dia a dia...

Então fomos observar ao microscópio alguns animais pequeninos que já ouvimos falar ou que conhecemos, como um piolho, uma carraça ou uma mosca...



Obrigada Rita pela experiência maravilhosa e por levar um bocadinho do laboratório até à nossa sala.. Adoramos!!!

E mais.. O nosso faz-de-conta ganhou novos adereços! 




sábado, 26 de novembro de 2016

O Museu da Farmácia veio à escola!

Na sexta-feira o Museu da Farmácia veio à nossa escola falar-nos de micróbios, da importância de lavarmos as mãos e de como estas devem ser lavadas! 


A Isabel e a Ana do Museu da Farmácia explicaram-nos que micróbios são organismos muito pequeninos que só podem ser visto ao microscópio. Os micróbios podem ser vírus ou bactérias. Há micróbios que fazem bem ao nosso corpo mas também há micróbios que nos causam doenças.

Para os conhecermos melhor, a Isabel e a Ana trouxeram-nos peluches com as suas formas.



Conhecemos o vírus da tosse, da constipação, da dor de garganta e da dor de ouvidos, da gripe... 


Percebemos que os micróbios podem entrar no nosso corpo através da boca, do nariz, dos ouvidos ou por alguma ferida que possamos ter...  Para evitar que os micróbios entrem no nosso corpo devemos desinfetar as feridas, não colocar as mãos no nariz e na boca e devemos sempre lavar bem as mãos, principalmente, quando vamos à casa-de-banho ou antes das refeições. 


E como é que se lava bem as mãos? Fomos descobrir! 



Devemos esfregar bem as mãos e lavar bem entre os dedos e não nos podemos esquecer do colocar sabonete porque só a água não tira os micróbios das nossas mãos.

Depois de aprendermos a lavar bem as mãos fomos fazer sabonete... Primeiro vimos a glicerina que foi preciso derreter...


Depois de derretida, colocamos um cheirinho a morango e corante vermelho...



Colocamos o sabonete em formas, quando arrefeceu tiramos da forma e colocamos dentro de saquinhos para levarmos para casa. 



Adoramos receber o Museu da Farmácia na nossa sala e fizemos muitas descobertas importantes para o projeto dos micróbios que está a ser desenvolvido em sala. 



Os Direitos das Crianças!

Foi no passado domingo que se assinalou o Dia Internacional dos Direitos das Crianças e na nossa sala falamos deles! O que são direitos? Que direitos têm as crianças? Na nossa conversa foi claro que o direito mais referido foi o direito a brincar! Todas as crianças têm o direito a brincar...

Para nos ajudar a perceber melhor o que são os direitos das crianças e porque surgiram, recebemos na nossa escola a Marta, mãe da M e da M.


A Marta explicou-nos que há muitos anos atrás das crianças eram vistas como adultos em miniatura, como é que os "senhores do mundo" se uniram para pensar nas crianças e como, assim, surgiu a Convenção dos Direitos das Crianças.  

Percebemos que todas as crianças têm o direito a uma família, a ir à escola, a ter cuidados médicos, a brincar, a participar... 

Com diferentes objetos a Marta com o apoio da M. ilustraram muito bem estes direitos, sendo fácil para nós compreendermos quais os nossos direitos!

No recreio colocamos o mural que todos construímos para assinalar este dia e nele podia-se ler o direito que cada escolheu...

"Queres sonhar no meu sonho?"

"Queres sonhar no meu sonho?" foi a história que ouvimos no momento da dinamização da histórias... Assim ficamos a conhecer o Leo, um menino "que consegue entrar no sonho das outras pessoas" (M.J.)

No final da história, o Leo lança-nos um desafio "Queres sonhar no meu sonho?" 


Sim!  Com o Leo sonhamos que...




Depois de conhecermos o Leo, chegou a hora de conhecermos quem imaginou e escreveu esta história, a Dora, a autora. "A autora é que imagina e escreve a história." (V.S.)

Na sexta-feira de manhã, conhecemos a Dora e a sua amiga que nos contou esta história...


Com a nossa ajuda, a história começou...


Entramos no mundo do Leo e dos seus sonhos...


E, no final, partilhamos com a Dora o que sonhamos com o Leo se entrássemos nos seus sonhos! 

- "Hoje vou sonhar que o Leo é um príncipe e eu sou uma princesa…" - disse a R. entusiasmada ao partilhar o seu sonho com a Dora! 

domingo, 20 de novembro de 2016

"Esta romã é a mais leve!"

Na reunião da manhã, o M. mostrou-nos as 3 romãs que a avó lhe deu para partilhar com os amigos! 


"Esta é a mais leve porque é pequenina" disse o M. e desafiou-nos a pegar-lhes! 

"Estas são grandes" - disse-nos!  
"E qual é a mais pesada?" - perguntei.

Não sabíamos bem.. Se alguns achavam que era uma, outros diziam que era a outra. 

"Querem pegar para ver como são as duas pesadas" dizia o M.



"Como é que podemos descobrir qual a romã mais pesada?" 

"Com a balança" - lembrou-se a R. 




Assim foi, com a balança do laboratório da ciência e da matemática pesamos as romãs e percebemos que a romã mais pesada era a maior. Também percebemos que quanto mais pesada era a romã mais o "pauzinho" (ponteiro da balança) andava.

Depois destas descobertas em grupo, um pequeno grupo registou as descobertas feitas e preparou as romãs para o almoço.


No final da manhã, comunicamos aos amigos...


Ao almoço, comemos romã!



Com as famílias provamos novos sabores e a desenvolvemos conceitos matemáticos que nos fazem mais sentido quando percebemos a sua funcionalidade. 



Comunicamos o projeto dos animais de estimação

Depois de vos termos falado aqui sobre o projeto dos animais de estimação, numa manhã fomos surpreendidos com o animal de estimação de um amigo do 1ª ciclo que nos convidou para conhecermos a sua cadela.



Terminado o projeto, chegou a hora de fazer os convites para as outras salas assistirem à comunicação das nossas descobertas...

No dia combinado os amigos juntaram-se na nossa sala e partilhamos o que descobrimos! 



O nosso projeto terminou da melhor forma com a visita do gato Simão, o gato da A.




domingo, 6 de novembro de 2016

Numa viagem pelo espaço!

Fomos visitar o Museu Nacional de História Natural e da Ciência! À chegada fomos recebidos pelo João que nos guiou até ao Planetário para descobrirmos mais coisas sobre o Sol e os Planetas! 


Pelo caminho fomos encontrando fotografias do espaço...


Sabiam que as estrelas azuis que vimos na fotografias são mais quentes que as vermelhas? 


Vimos ainda telescópios muito antigos e "servem para ver as estrelas" dissemos nós ao João.


À entrada do Planetário, o João explicou-nos que íamos fazer uma viagem pelo espaço numa nave espacial! Todos abordo desta viagem para muitas aventuras e descobertas! 




Confortavelmente sentados, descobrimos que o sol é uma bola de fogo gigante, descobrimos porque é de dia e de noite, descobrimos que existem vários planetas que giram em torno do sol ...


descobrimos que antigamente as pessoas sabiam o caminho que queriam seguir olhando para as estrelas,  descobrimos que constelações são um conjunto de estrelas que vistas da Terra parecem formar um desenho, descobrimos que são estrelas cadentes...


Foi uma viagem repleta de muitas descobertas! 


Saímos do planetário a falar sobre todos as nossas descobertas! Já na escola combinamos registar o que tínhamos aprendido, clarificar algumas questões que ouvimos falar ao longo desta viagem para depois explicar aos nossos amigos!