segunda-feira, 22 de maio de 2017

Das tampas à matemática

Na reunião da manhã,  o M. trouxe para partilhar connosco uma garrafão cheio de tampas...



Começaram a surgir muitas ideias do que poderiamos fazer com as tampas! 

"Eu quero fazer carros" M.S.
"Podemos fazer padrões" J.L.
"Também podemos fazer conjuntos" M.S.

Propus então construirmos um jogo de matemática com as tampas  na tarde dedicada ao desenvolvimento de conceitos matemáticos.

"Pode ser um jogo de carros?" perguntou o M.S.

Na tarde  da nossa agenda dedicada a estes conceitos fomos construir o jogo...

E se as caixas de ovos  fossem os carros e as tampas os passageiros que andam de carro?

Foi este o mote para construirmos o nosso jogo! 

A pares, uma criança sentava os  "passageiros" no carro e o outro tinha que sentar os passageiros na mesma disposição no seu carro. No final tiramos fotografias a como estavam sentados os passageiros...


  
Sentamos os "passageiros" e em conjunto aferimos.. Será que estão sentados na mesma posição? Qual é que será que temos que trocar?

Depois pintamos os carros, ou melhor, as caixas de ovos e colamos as rodas...



Feitos os carros, imprimimos as fotografias dos passageiros sentados nos carros e arranjamos uma caixa para guardar o nosso novo jogo...

Combinamos colocar o nosso jogo nos jogos de mesa, desta forma enriquecemos esta área com um jogo construído por nós..




Sozinhos ou com outros amigos, gostamos muito de fazer este jogo à medida em que trabalhamos conceitos matemáticos tão importantes.

De acordo com as Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar (2016) O desenvolvimento de noções matemáticas inicia-se muito precocemente e, na educação pré-escolar, é necessário dar continuidade a estas aprendizagens e apoiar a criança no seu desejo de aprender. Esse apoio deverá corresponder a uma diversidade e multiplicidade de oportunidades educativas, que constituam uma base afetiva e cognitiva sólida da aprendizagem da matemática. Sabe-se que os conceitos matemáticos adquiridos nos primeiros anos vão influenciar positivamente as aprendizagens posteriores e que é nestas idades que a educação matemática pode ter o seu maior impacto (p.74).

quarta-feira, 17 de maio de 2017

"Vamos apresentar o teatro dos bombeiros!"

Lembram-se de irmos ao quartel dos bombeiros de Alvalade...


Esta foi uma visita muito significativa para todos nós e, neste sentido, surgiu no diário a proposta de fazermos um teatro de bombeiros. 

Começamos por inventar em conjunto uma história que daria origem ao teatro. Depois escolhemos qual a personagem que cada um queria ser e construímos os cenários. 


Tudo preparado, fizemos os convites para a sala da Carmo assistir ao nosso teatro. 

No dia preparamos o espaço, vestimos as roupas e pintamos as caras! 


"Olá, vamos apresentar o teatro dos bombeiros!" 

Era uma vez uma banda de música e o seu publico que foi assistir ao concerto...




No final do concerto, à saída, um prédio estava a arder! 

-112
- "Sim, é dos bombeiros? Está um prédio a arde. Venham depressa..."



O som da sirene anunciou a sua chegada e logo marcaram o local com cones, salvaram a familia que vivia naquele prédio e apagaram o fogo! 


A mãe, o pai, os filhos e o gato foram viver para a casa dos tios porque a sua estava destruída com o fogo... Os bombeiros voltaram para o quartel.. os espetadores do concerto saíram e os músicos, foram descansar porque tinham muitos espetáculos para fazer! 

E assim terminou o nosso teatro! Foi tempo de agradecermos as palmas dos amigos da sala da Carmo e de ouvir as suas perguntas e comentários! 






segunda-feira, 8 de maio de 2017

IndieJúnior

Hoje foi dia de irmos ao Cinema de São Jorge onde está a decorrer o festival IndieJúnior.



O IndieJúnior é uma secção do IndieLisboa (Festival Internacional de Cinema Independente) dedicada aos mais novos e que visa contribuir para a formação estético-cultural das crianças e jovens através de uma experiência artística e lúdica.









O Dia da Mãe

Na sexta-feira, uma manhã chuvosa lá fora, ganhou um sabor especial quando na nossa sala celebramos o dia da mãe! 

Preparamos tudo para as receber.. Um postal com uma mensagem especial e um porta-chaves para guardar as chaves! No porta-chaves um desenho da mãe, um padrão com as cores que a mãe gosta e um palavra que escolhemos: o nosso nome, o nome da mãe... 





Na sexta-feira, oferecemos os presentes... 




Depois de oferecermos o porta-chaves, procuramos uma chave perdida pela sala... Quando a encontramos, abrimos uma porta e pintamos aquilo que gostaríamos de encontrar para lá da porta... 






Foi uma manhã de mimos, de abraços, de afetos partilhados... Uma manhã que começou de forma especial...



Obrigada a todas as mães por partilharem este dia connosco! 



segunda-feira, 1 de maio de 2017

"Pode ajudar-nos e pôr uma passadeira mais perto da nossa escola?"

Depois de recebermos a visita da equipa da PSP da Escola Segura na nossa sala para responder a algumas questões, combinamos uma saída à comunidade para falarmos de como devemos andar em segurança nos passeios e quais os cuidados a ter ao atravessar a estrada.

Em conjunto com este equipa, resolvemos ir ao parque. Saímos da nossa escola e  fomos pelo passeio até à passadeira mais próxima.


A Tânia, agente desta equipa, explicou-nos que no passeio devemos ir sempre junto ao muro ou à parede e de mão dada aos nossos pais ou amigos.


Chegados à passadeira, observamos o local e conversamos sobre o que vimos: 
"A passadeira é muito grande." (J.J.)
"A passadeira tem semáforos. Quando está verde nós podemos passar, quando está vermelho temos que esperar." (S.A.)
"Esta estrada tem sempre muitos carros." V.S.


Falamos de aspetos importantes a ter em conta no momento de passar a passadeira e quando o semáforo ficou verde para nós, atravessamos...


Foi no parque que conversamos mais calmamente sobre todos os aspetos a ter em conta para atravessar a passadeira em segurança, colocamos as nossas duvidas e relatamos as nossas experiências.



Sabiam que quando atravessamos a passadeira não devemos ir a conversar mais sim com muita atenção à estrada? Nas passadeiras também não podemos brincar, saltar ou correr porque podemos cair. 

E quando uma passadeira não tem semáforos, o que devemos fazer?
É muito importante pararmos sempre na passadeira, olhar para a esquerda, depois para a direita e novamente para a esquerda. Se não vier nenhum carro ou os carros pararem podemos atravessar. 

Percebemos também  que junto da nossa escola não existia nenhuma passadeira e que tínhamos que andar muito até encontrar a passadeira mais próxima. 

Depois de falarmos sobre quais os comportamentos a adoptar para estarmos em segurança, fomos brincar no parque.


Foi tempo de voltarmos para a escola e de dizemos "até ja" a esta equipa que nos acompanhou e nos ajudou a ficar a saber mais sobre este tema!



Já na escola, depois de registarmos todas estas descobertas, estivemos a pensar sobre a problemática de não existir uma passadeira perto da nossa escola e o que poderíamos fazer. 


Depois de várias sugestões, a V. disse que podíamos "pôr uma passadeira perto da nossa escola" "porque assim ficamos menos cansados e mais felizes " acrescentou o João. 

Foi assim, que decidimos escrever uma carta ao presidente da Junta de Freguesia de Alvalade e pedimos-lhe ajuda para resolver o nosso problema.


Seguimos até ao marco do correio e pelo caminho explicamos a quem encontramos para quem era aquela carta.



Crescemos com o sentido que somos cidadãos ativos na mudança da sociedade em que estamos inseridos, reconhecendo-nos um papel interventivo e participativo. Assim, aguardamos uma resposta e uma passadeira mais perto da nossa escola.

Mais uma vez, obrigada à equipa da PSP da Escola Segura por nos acompanharem e nos ajudarem!

domingo, 30 de abril de 2017

À descoberta do jardim zoológico

O jardim zoológico é um lugar de encantos e descobertas, a cada passo o nosso olhar arregala-se... Foi com um entusiasmo contagiante que fomos visitar o jardim zoológico e que passamos aqui o dia... 


Tantas foram as descobertas e as aprendizagens nesta viagem pelo jardim zoológico...

Encontramos a arara que com o seu bico forte consegue partir uma casca de noz para comer...



Descobrimos que o tigre está no jardim zoológico para ser protegido porque as pessoas querem ficar com a sua pele...



Sabiam que o leão marinho consegue sentar-se graças às suas barbatanas mas a foca não...


Quando há um bebé gorila, o pai gorila protege o bebé batendo com as mãos no peito para mostrar que é muito forte.



Sabiam que os elefantes tomam banho de lama para se protegerem do sol? A lama é o seu protetor solar...


Adoramos observar as girafas com o seu pescoço enorme...

Já viram quem anda a baloiçar nas cordas e nos ramos das árvores?


O nosso piquenique..



A nossa visita continua.. leões, rinocerontes, hipopótamos, flamingos, zebras, ursos...


 Terminamos com o espetáculo dos golfinhos! 



Neste dia chegamos à escola cansados mas com muitas histórias para contar!

Adoramos o nosso dia no jardim zoológico!